Atividades Complementares (ACs)

As Atividades Complementares (ACs) estimulam a participação dos alunos em diversos campos de atuação que, para além da sala de aula e das atividades regulares do curso de graduação, permitam que eles vivenciem múltiplas experiências acadêmicas e profissionais, complementando e ampliando sua formação curricular. Elas não são obrigatórias, ou seja, é uma opção do aluno acumular as ACs, mas incorporá-las a seu currículo acadêmico pode dispensar o aluno de cursar disciplinas optativas do currículo previsto pelo projeto pedagógico do curso, acelerando sua formação.

As ACs do curso de Estudos de Mídia são divididas em seis grupos de atividades: Atividades de Pesquisa; de Monitoria; de Extensão; de Experimentação em Linguagens Midiáticas; de Vivência Profissional, Produção Artística ou Cultural; e de Gestão e Representação Estudantil. Cada grupo compreende uma série de disciplinas com carga horária equivalente a um semestre de atividades. Ao solicitar a inclusão de uma destas disciplinas em seu histórico, o aluno acumula carga horária, que lhe permite eliminar créditos de disciplinas optativas para fins de integralização curricular. Assim, a cada 60h somadas de ACs, o aluno pode ser dispensado de uma disciplina optativa de carga horária equivalente, até um limite máximo de 240h acumuladas em ACs. Vale destacar, porém, que este limite compreende apenas o teto para a eliminação de disciplinas optativas, ainda que o aluno possa seguir acumulando experiência em atividades complementares indefinidamente.

A incorporação de ACs e os demais dispositivos que regulam sua proposta junto ao curso estão prescritos no Regulamento de Atividades Complementares do Curso de Estudos de Mídia. Para solicitar a contagem e subsequente incorporação de atividades complementares à Coordenação de Curso, o aluno deve preencher a solicitação de contagem de ACs e aguardar contato dos coordenadores.

Pratas da Casa

Tendo sido da primeira turma de Estudos de Mídia, ainda em 2005, confesso que não sabia muito bem o que esperar. Aos poucos, fui desvendando o curso e, no processo, descobrindo meus próprios interesses profissionais e acadêmicos. Em grande parte, isso foi possível graças à flexibilidade da formação e à atenção de professores dedicados e bastante presentes. Durante o mestrado e o doutorado, quando tive a oportunidade de ministrar algumas disciplinas, pude acompanhar o crescimento do corpo docente e o alargamento de assuntos trabalhados ao longo da graduação, fazendo de Estudos de Mídia um curso imprescindível para quem tem interesse em lidar com questões contemporâneas no campo da comunicação.

Lucas Waltenberg Doutor em Comunicação pelo PPGCOM-UFF, sócio da Mistura Digital