Corpo e Tecnologias da Comunicação

Enquanto os artefatos digitais substituem o velho arsenal analógico em todos os âmbitos, vai se aprofundando a crise das instituições modernas e das formas de viver a elas associadas. O curso se propõe a estudar alguns aspectos desse trânsito da mecanização para a digitalização da vida, que envolve uma transformação histórica com múltiplas implicações, insinuando importantes mudanças nos corpos e nas subjetividades. Entre os assuntos abordados, priorizaremos algumas redefinições ligadas às novas “ciências da vida”; a espetacularização e a instagramização do mundo; a medicalização do mal-estar contemporâneo; as tecnologias de vigilância e controle; algumas complexificações relacionadas com a pandemia e a intensificação dos processos de transferência de todas as atividades ao modo online.

Sobre este curso

ProfessorPaula Sibilia e Mariana Ferreira Jorge
slide_templatedefault

Pratas da Casa

Tendo sido da primeira turma de Estudos de Mídia, ainda em 2005, confesso que não sabia muito bem o que esperar. Aos poucos, fui desvendando o curso e, no processo, descobrindo meus próprios interesses profissionais e acadêmicos. Em grande parte, isso foi possível graças à flexibilidade da formação e à atenção de professores dedicados e bastante presentes. Durante o mestrado e o doutorado, quando tive a oportunidade de ministrar algumas disciplinas, pude acompanhar o crescimento do corpo docente e o alargamento de assuntos trabalhados ao longo da graduação, fazendo de Estudos de Mídia um curso imprescindível para quem tem interesse em lidar com questões contemporâneas no campo da comunicação.

Lucas Waltenberg Doutor em Comunicação pelo PPGCOM-UFF, sócio da Mistura Digital