Filosofia e Comunicação

Título do curso: Filosofia e Comunicação: uma genealogia do falso. A intenção deste curso é promover uma reflexão filosófica a respeito de fenômenos de extrema atualidade no campo da Comunicação, tais como os negacionismos, a desinformação, a pós-verdade e as fake news. Para isso, serão apresentadas ferramentas teórico-metodológicas que nos permitirão tecer uma genealogia da verdade (e do falso), examinando seus vínculos com as redes de poder vigentes em cada momento histórico e, em particular, as suas relações com as práticas comunicativas e com os diversos suportes midiáticos. O quadro brasileiro atual será estudado em contraste com outros contextos culturais, observando os valores e as crenças em vigor, bem como o papel de vários agentes: a “opinião pública”; os testemunhos sobre a experiência individual; as vozes (des)autorizadas de especialistas, jornalistas, cientistas e intelectuais. As polêmicas suscitadas pela vacinação servirão de exemplo privilegiado para identificar com maior precisão as peculiaridades contemporâneas.

Bibliografia básica:

BRUNO, Fernanda; ROQUE, Tatiana. “Fenômeno da pós-verdade transforma os consensos já estabelecidos”, Folha de São Paulo, 18/11/2018.

CESARINO, Letícia. “Como vencer uma eleição sem sair de casa?”. Internet&Sociedade, N. 1, V. 1, Fev. 2020, p. 91-120.

CHAMAYOU, Grégoire. A sociedade ingovernável. São Paulo: Ubu, 2020.

DELEUZE, Gilles. “Post-Scriptum sobre as sociedades de controle”. In: Conversações. Rio de Janeiro: Ed. 34, 1992.

FOUCAULT, Michel. “Nietzsche, a genealogia e a história.” In. FOUCAULT, Michel. Microfísica do poder. Rio de Janeiro: Graal, 1992. p. 15-37.

FRANCO FERRAZ, Maria Cristina. “Genealogia, comunicação e cultura somática”. Revista Famecos, Porto Alegre, v. 20, n. 1, pp. 163-178, jan./abril 2013.

JORGE, Marianna Ferreira; SIBILIA, Paula. “A otimização de si: Redefinições da saúde e da doença na mídia contemporânea”. In: SACRAMENTO, Igor; SANCHES, Júlio César (Org.). Dispositivos de subjetivação: saúde, cultura e mídia. Rio de Janeiro: Multifoco, 2019. p. 84-109.

NIETZSCHE, Friedrich. “Prólogo”. In: Genealogia da moral. São Paulo: Companhia das letras, 2009; p. 7-14.

Sobre este curso

CódigoGEC00162
ProfessorPaula Sibilia e Marianna Ferreira Jorge
slide_templatedefault

Pratas da Casa

Tendo sido da primeira turma de Estudos de Mídia, ainda em 2005, confesso que não sabia muito bem o que esperar. Aos poucos, fui desvendando o curso e, no processo, descobrindo meus próprios interesses profissionais e acadêmicos. Em grande parte, isso foi possível graças à flexibilidade da formação e à atenção de professores dedicados e bastante presentes. Durante o mestrado e o doutorado, quando tive a oportunidade de ministrar algumas disciplinas, pude acompanhar o crescimento do corpo docente e o alargamento de assuntos trabalhados ao longo da graduação, fazendo de Estudos de Mídia um curso imprescindível para quem tem interesse em lidar com questões contemporâneas no campo da comunicação.

Lucas Waltenberg Doutor em Comunicação pelo PPGCOM-UFF, sócio da Mistura Digital