Narrativas Midiáticas e Referencialidade

As narrativas audiovisuais (telenovelas, filmes,séries, videoclipes, etc.) como lugar de produção de sentidos. A recepção e sua contribuição na reflexibilidade do público, seja em um contexto geográfico ou pela identidade representada. A organização do enredo desses produtos para lugar de mediação e representação. Factualidades e referencialidades como elementos constitutivos das narrativas. Relações entre narrativa e discurso factual.

O argumento central deste curso considera que os processos de representações narrativas por vezes se baseiam na estereotipação de seus personagens ou territórios, a repetição de padrões narrativos e a apropriação de elementos que podem destoar da realidade de seus executores. A expectativa é que 1. observemos dois planos narrativos fundamentais, o histórico – o que se conta – e o discurso – como se conta; 2. analisemos os conceitos de reflexividade, representação e recepção em diferentes produtos audiovisuais; e, finalmente, 3. percebamos como esses conceitos são aplicados nas narrativas.

Sobre este curso

ProfessorAriane Holzbach, Igor Nunes, Izabel Raphael
slide_templatedefault

Pratas da Casa

Tendo sido da primeira turma de Estudos de Mídia, ainda em 2005, confesso que não sabia muito bem o que esperar. Aos poucos, fui desvendando o curso e, no processo, descobrindo meus próprios interesses profissionais e acadêmicos. Em grande parte, isso foi possível graças à flexibilidade da formação e à atenção de professores dedicados e bastante presentes. Durante o mestrado e o doutorado, quando tive a oportunidade de ministrar algumas disciplinas, pude acompanhar o crescimento do corpo docente e o alargamento de assuntos trabalhados ao longo da graduação, fazendo de Estudos de Mídia um curso imprescindível para quem tem interesse em lidar com questões contemporâneas no campo da comunicação.

Lucas Waltenberg Doutor em Comunicação pelo PPGCOM-UFF, sócio da Mistura Digital